« Home | Pontuação » | Canal da Costa » | Água Poluída - Projeto Genesis » | Projeto Genesis - Valão de Vila Velha » | Eleições 2006 - 2o. Turno » | Antártica » | Mar Morto » | Ser Educador (tarefa nada fácil) » | Semana da Criança » | 12 de Outubro » 

27 novembro 2006 

Ponto final a um império !?!

Sou diretor de uma grande fábrica, conhecida na cidade pela sua rigorosidade, onde ocorreu uma situação no mínimo constrangedora.

Vários funcionários nos enviaram um documento com uma série de reivindicações. Nós, da alta cúpula, nos reunimos e encarregamos uma secretária de redigir a resposta, que seria lida pelo herdeiro da empresa, que seria empossado na outra semana.

Na noite da posse, chamei os trabalhadores e disse:

- Hoje será empossado o novo presidente desta empresa, filho do nosso falecido fundador.
O silêncio que pairou no ar depois de desanimados aplausos foi quebrado apenas quando um funcionário me perguntou:

- E os nossos pedidos, foram atendidos?

Respondi:

- Nosso novo presidente resolverá a questão com vocês, logo que finalizar seu discurso de posse.
O homenageado da noite subiu ao palco aproximadamente quinze minutos depois desse diálogo. Fez um belo discurso, mas os empregados mais novos nem prestavam atenção ao que aquele rapaz falava. Estavam aguardando, impacientes, a resposta de suas exigências. Percebendo isso, o novo presidente acabou o seu agradecimento e pegou o papel que continha tais informações. Foi aí que se deparou com um problema. O texto não continha pontuação. Estava assim:

recebemos o pedido de aumento e temos uma resposta não vamos negar o seu pedido não aumentaremos a carga horária nunca serão promovidos férias de 15 dias jamais haverá festas de aniversário para os diretores haverá descanso a cada hora de trabalho pagamentos atrasados não haverá 13º

O novo membro da empresa começou a ler o discurso e, achando que anunciava boas novas aos trabalhadores, leu o texto assim:


Recebemos o pedido de aumento e temos uma resposta: não vamos negar o seu pedido , não . Aumentaremos a carga horária nunca! Serão promovidos
. Férias de 15 dias? Jamais ! Haverá festas de aniversário para os diretores . Haverá descanso a cada hora de trabalho . Pagamentos atrasados , não . Haverá 13º!


Pulei de minha cadeira e tive que ser contido pelos outros diretores, que chamaram o rapaz para uma rápida conversa. Explicaram-no desse modo:

- Temos normas muito rigorosas – disse um dos diretores.

- Não podemos atender tudo o que nos pedem – falou outro, mais direto.
- Mas eu não conhecia o regime da empresa, pois morava no exterior e não tinha contato com os negócios – tentou justificar-se o rapaz.
- Por isso preparamos o texto para o senhor – argumentei.

- Mas não havia pontuação. Como saberia que não atenderiam nenhum dos pedidos? – ele revidou, mostrando-me o bilhete.

Ao ver que não havia como o nosso novo chefe se orientar, desci correndo e entrei no escritório atrás da secretária. Tentei ter uma conversa civilizada, mas como ela me respondia agressivamente, tive que demiti-la.
E pensar que a pontuação quase destruiu nosso império. Mas...

Como deveríamos pontuar o discurso, de modo que recusássemos todas as reivindicações?

Arthur Emanuel Leal Abreu – 7ª A
Professora Elaine - Língua Portuguesa

eu descobri a pontuacao

Recebemos o pedido de aumento e temos uma resposta não vamos negar o seu pedido, não. Aumentaremos a carga horária. Nunca serão promovidos. Férias de 15 dias. Jamais haverá festas de aniversário para os diretores. Haverá descanso a cada hora de trabalho. Pagamentos atrasados. Não haverá 13º.

recebemos o pedido de aumento e temos uma resposta? não! vamos negar o seu pedido, não aumentaremos a carga horária, nunca serão promovidos, férias de 15 dias? jamais! haverá festas de aniversário para os diretores, haverá descanso a cada hora de trabalho, pagamentos atrasadosl, não haverá 13º.

mtoO facilL descobriI de primeiraA
7ªC rulesz

ficou legal

WWWWWWWWWWWWWWWWEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEELLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

recebemos o pedido de aumento e temos uma resposta: não vamos negar o seu pedido. não aumentaremos a carga horária. nunca serão promovidos. férias de 15 dias, jamais. haverá festas de aniversário para os diretores. haverá descanso a cada hora de trabalho. pagamentos atrasados, não haverá 13º.

ehh
Isadora disse...
Recebemos o pedido de aumento e temos uma resposta não vamos negar o seu pedido, não. Aumentaremos a carga horária. Nunca serão promovidos. Férias de 15 dias. Jamais haverá festas de aniversário para os diretores. Haverá descanso a cada hora de trabalho. Pagamentos atrasados. Não haverá 13º.

Seg Nov 27, 11:33:13 AM


Anônimo disse...
recebemos o pedido de aumento e temos uma resposta? não! vamos negar o seu pedido, não aumentaremos a carga horária, nunca serão promovidos, férias de 15 dias? jamais! haverá festas de aniversário para os diretores, haverá descanso a cada hora de trabalho, pagamentos atrasadosl, não haverá 13º.

Seg Nov 27, 11:34:18 AM


Anônimo disse...
mtoO facilL descobriI de primeiraA
7ªC rulesz

Seg Nov 27, 11:34:25 AM


Anônimo disse...
ficou legal

Seg Nov 27, 11:35:28 AM


Anônimo disse...
WWWWWWWWWWWWWWWWEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEELLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

Seg Nov 27, 11:36:33 AM


Sou diretor de uma grande fábrica, conhecida na cidade pela sua rigorosidade, onde ocorreu uma situação no mínimo constrangedora.
Vários funcionários nos enviaram um documento com uma série de reivindicações. Nós, da alta cúpula, nos reunimos e encarregamos uma secretária de redigir a resposta, que seria lida pelo herdeiro da empresa, que seria empossado na outra semana.
Na noite da posse, chamei os trabalhadores e disse:
- Hoje será empossado o novo presidente desta empresa, filho do nosso falecido fundador.O silêncio que pairou no ar depois de desanimados aplausos foi quebrado apenas quando um funcionário me perguntou:
- E os nossos pedidos, foram atendidos?
Respondi:
- Nosso novo presidente resolverá a questão com vocês, logo que finalizar seu discurso de posse.
O homenageado da noite subiu ao palco aproximadamente quinze minutos depois desse diálogo. Fez um belo discurso, mas os empregados mais novos nem prestavam atenção ao que aquele rapaz falava. Estavam aguardando, impacientes, a resposta de suas exigências. Percebendo isso, o novo presidente acabou o seu agradecimento e pegou o papel que continha tais informações. Foi aí que se deparou com um problema. O texto não continha pontuação. Estava assim:

recebemos o pedido de aumento e temos uma resposta não vamos negar o seu pedido não aumentaremos a carga horária nunca serão promovidos férias de 15 dias jamais haverá festas de aniversário para os diretores haverá descanso a cada hora de trabalho pagamentos atrasados não haverá 13º

O novo membro da empresa começou a ler o discurso e, achando que anunciava boas novas aos trabalhadores, leu o texto assim:

Recebemos o pedido de aumento e temos uma resposta: não vamos negar o seu pedido , não . Aumentaremos a carga horária nunca! Serão promovidos
. Férias de 15 dias? Jamais ! Haverá festas de aniversário para os diretores . Haverá descanso a cada hora de trabalho . Pagamentos atrasados , não . Haverá 13º!

Pulei de minha cadeira e tive que ser contido pelos outros diretores, que chamaram o rapaz para uma rápida conversa. Explicaram-no desse modo:

- Temos normas muito rigorosas – disse um dos diretores.
- Não podemos atender tudo o que nos pedem – falou outro, mais direto.
- Mas eu não conhecia o regime da empresa, pois morava no exterior e não tinha contato com os negócios – tentou justificar-se o rapaz.
- Por isso preparamos o texto para o senhor – argumentei.
- Mas não havia pontuação. Como saberia que não atenderiam nenhum dos pedidos? – ele revidou, mostrando-me o bilhete.

Ao ver que não havia como o nosso novo chefe se orientar, desci correndo e entrei no escritório atrás da secretária. Tentei ter uma conversa civilizada, mas como ela me respondia agressivamente, tive que demiti-la.E pensar que a pontuação quase destruiu nosso império. Mas...
Como deveríamos pontuar o discurso, de modo que recusássemos todas as reivindicações?

Arthur Emanuel Leal Abreu – 7ª AProfessora Elaine - Língua Portuguesa

postado por Colégio São José às 2:35 AM em Nov 27 2006

Faça um comentário Você pode usar algumas tags de HTML, como

Parabéns. Ficou muito legal!!! Professora Elaine

COMO AqqquEEE, pla qQ temo qQ usar tanta puntuassão??? num é nesseçario prar noça çobevivêmssa, so pq eu escrevo maulk num qrr dicer q eeu ceja buho

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

Ae Emanuel!!
Parabens!!!!
O textu ficou ótimo

BJUSS
FERNANDA
7 A

Enviar um comentário

Colégio São José is powered by Blogspot and Gecko & Fly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.
First Aid and Health Information at Medical Health